Home » Notícias » Minas Gerais sedia feira de tecnologia para a cultura do café

Minas Gerais sedia feira de tecnologia para a cultura do café

Evento é realizado de 21 a 23 de fevereiro em Guaxupé (MG). A expectativa é que mais de 35 mil cafeicultores do Sul de Minas, Cerrado mineiro e da média mogiana do estado de São Paulo compareçam. Investimentos podem chegar em até R$ 800 mil em uma única colheitadeira de caféMoacir Neto

Alta mecanização em algumas regiões e também especialização dos produtores fazem do Brasil o maior produtor e exportador de café e segundo maior consumidor do produto no mundo. E o produto está entre os dez principais setores exportadores, ocupando a quinta posição. Em dezembro de 2016, conforme o Balanço Comercial do Agronegócio, representou 9,8% da comercialização internacional do País, com montante de US$ 600,74 milhões.

O parque cafeeiro do Brasil é estimado em 2,22 milhões de hectares, com aproximadamente 287 mil produtores (predominando mini e pequenos), em cerca de 1,9 mil municípios. Em Goiás, um caso emblemático de produção é a região de Cristalina (cidade goiana localizada no Entorno do Distrito Federal).

Diante dos números, cafeicultores da Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) participam da 17ª Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas (Femagri), com foco em mecanização. A feira é realizada de 21 a 23 de fevereiro em Guaxupé (MG). A expectativa é que mais de 35 mil cafeicultores do Sul de Minas, Cerrado mineiro e da média mogiana do estado de São Paulo compareçam à Femagri. Os investimentos podem chegar em até R$ 800 mil em uma única colheitadeira de café, por exemplo.

Mesmo diante do período da crise, os cafeicultores cooperados da Cooxupé investiram. As últimas edições da Femagri têm registrado crescimento na linha de negócios: em 2017, foram R$ 169 milhões. Em 2016, R$ 130 milhões e em 2015, R$ 122 milhões. O número de público também demonstra o desenvolvimento do evento e o interesse do produtor de café em investir. Na primeira edição, em 1997, o público foi de 2,5 mil  visitantes. A partir da 14ª edição o número ultrapassa 30 mil pessoas.

“Na edição de 2018 também registramos aumento de 8% do número de expositores (130 no total). Isso, para nós, significa que, mesmo com os cenários adversos pelos quais nosso País passou, nossos parceiros e principalmente os cooperados não deixaram de comparecer à feira e investir em suas atividades”, diz, por meio de assessoria, o presidente da Cooxupé, Carlos Paulino.

Portal Revista Safra, com informações da Phábrica de Ideias Assessoria em Comunicação e Ministério da Agricultura

O post Minas Gerais sedia feira de tecnologia para a cultura do café apareceu primeiro em Portal Revista Safra.

Powered by WPeMatico

Check Also

Cotação do café arábica tem variação negativa de 2,43%

A maior variação, no acumulado parcial do mês, foi negativa de 2,43%, com o produto ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *