Home » Notícias » Em ano desafiador para a pecuária, entidade realiza capacitação

Em ano desafiador para a pecuária, entidade realiza capacitação

Neste ano, as primeiras cidades que participam dos cursos são Britânia (GO), nos dias 26 e 27 de março, e Iaciara, também em Goiás, nos dias 23 e 24 de abril. Em seguida, vem Barreiras (BA), nos dias 28 e 29 de maio, Redenção (PA), em 28 e 29 de junho, e Barretos, interior de São Paulo, nos dias 26 e 27 de julhoMoacir Neto

Mesmo com aumento de 22% no número de animais abatidos em 2017, na comparação com o ano anterior, Goiás ainda enfrenta desafios quando o assunto é a pecuária de corte. Isso, levando em conta que o setor tenta se reerguer após o solavanco da Operação Carne Fraca. Entre junho de 2016 e o mesmo período de 2017, os preços pagos ao produtor pela arroba do boi gordo apresentaram queda significativa de quase 18%, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na terça-feira, 6, o indicador do boi gordo, na média ponderada no Estado de São Paulo, fechou a R$ 144,90 a arroba (44,72 em moeda norte-americana). Houve variação negativa diária de 1,10%, no dia anterior, com a arroba sendo cotada a R$ 144,40.

Os dados são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo (Cepea/Esalq/USP) e BM&FBovespa. É nesse cenário que a Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Assocon) atua, ao realizar a Escola de Pecuária Intensiva. Neste ano, as primeiras cidades que participam são Britânia (GO), nos dias 26 e 27 de março, e Iaciara, também em Goiás, nos dias 23 e 24 de abril. Em seguida, vem Barreiras (BA), nos dias 28 e 29 de maio, Redenção (PA), em 28 e 29 de junho, e Barretos, interior de São Paulo, nos dias 26 e 27 de julho.

“Ano após ano, aumenta o número de produtores rurais e seus colaboradores nas etapas. O pecuarista está preocupado com as boas práticas e o aumento da produtividade e, assim, investe para entender melhor o ambiente no qual está inserido para se preparar para os novos desafios da atividade. Essa profissionalização da cadeia da pecuária indica claramente um viés de crescimento para as etapas da Escola de Pecuária Intensiva em 2018”, explica o gerente executivo da Assocon, Bruno Andrade.

O programa consiste numa série de treinamentos realizados em munícipios com vocação pecuária. Destinado para os colaboradores de fazendas, dentre eles, peões, capatazes, tratadores de gado e auxiliares em geral. O treinamento possui a duração de dois dias. Os temas apresentados por meio de palestras compreendem nutrição animal, sanidade, manejo racional, produção de silagem, controle de dados e gestão da propriedade.

A didática utilizada é direcionada para os colaboradores das fazendas, com conteúdo prático, direto e aplicável no dia a dia desses profissionais, com o objetivo de levar conhecimento prático sobre a produção de bovinos de corte para colaboradores de fazendas pecuárias, bem como incentivar a troca de informações entre os participantes e aumentar a interação na pecuária e apresentar conceitos, tecnologias e inovações para a melhoria da produtividade.

Em sete anos, foram mais de 35 edições realizadas, mais de 1,5 mil produtores e funcionários capacitados. Esse projeto, que já visitou 22 diferentes cidades em todas as regiões, conta com o patrocínio e apoio de diversas empresas e entidades ligadas à cadeia da carne bovina. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.assocon.com.br ou telefone (11) 5041-5548. O valor é de R$ 50 por participante. Os associados e colaboradores de confinamentos filiados à Assocon são isentos da taxa de inscrição.

Portal Revista Safra, com informações da Texto Comunicação Corporativa

O post Em ano desafiador para a pecuária, entidade realiza capacitação apareceu primeiro em Portal Revista Safra.

Powered by WPeMatico

Check Also

Convênio possibilita profissionalização de jovens e adultos em áreas rurais da Bahia

“Por meio do nosso Centro de Treinamentos, temos toda uma infraestrutura existente, com equipamentos e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *