Home » Notícias » Conexão para colheita

Conexão para colheita

Plataforma faz a intermediação on-line, conectando proprietários de maquinários que querem prestar serviços agrícolas com os produtores rurais interessados em contratarAna Manuela Arantes 

A baixa produtividade é sem dúvidas um dos maiores problemas enfrentados por produtores rurais no Brasil. Para lucrar mais, precisam plantar e colher em tempo hábil, além de otimizar a terra para outras safras. Mas há vários fatores que podem impedir que isso ocorra. Excesso de chuvas, máquinas estragadas, pequeno parque de maquinário, prestação de serviço que não atende à demanda são só alguns dos problemas que tiram o sono de qualquer produtor.

E justamente com a análise desses fatores que influenciam diretamente a perda de produtividade surgiu a startup Hiib Technologies. A proposta dos fundadores foi de criar uma plataforma online multilateral para aproximar o produtor rural de prestadores de serviços de colheita qualificados. A ideia é que, por meio do site www.hiib.com.br, o produtor selecione os cultivares que estão precisando de colheita, informe a data prevista para início e a localidade da fazenda.

A plataforma fará uma busca de prestadores que estão disponíveis para a época da colheita determinada. “Mas não é somente uma lista de prestadores com suas colheitadeiras. A Hiib é uma comunidade transparente para produtores e prestadores. Para participar, é preciso mais que um simples processo de cadastro, todos passam por uma validação de seus serviços”, explica o fundador da startup, Ciro Dias.

Depois do processo de busca, a Hiib contribui para intermediação do serviço de colheita. Não trata-se de um serviço de locação de maquinário. Produtores e prestadores são colocados em conexão e, após a colheita, ainda é possível avaliar como foi todo o serviço. De modo com que na plataforma permaneçam integrantes qualificados e positivos para o aumento da rentabilidade.

Etapas de desenvolvimento

Em outubro de 2017, foi realizado o lançamento da Hiib para atrair prestadores. A iniciativa busca também a angariação de produtores rurais interessados em reservar os serviços de colheita oferecidos. Ciro explica que assim como qualquer outra empresa de tecnologia precisa de uma grande oferta de usuários, a Hiib pretende cadastrar uma ampla rede de prestadores de serviço para atender com eficiência os produtores.

A plataforma já possui 100 colheitadeiras e 46 prestadores de serviços, o que equivale a R$ 50 milhões de ativos agrícolas em maquinários disponíveis. Além de aproximadamente 12 mil produtores rurais nas redes sociais e leads em plataformas de relacionamento.

O diretor da Rio Verde Silagens, Lamartine Martins Silva, apostou na proposta da Hiib e é um dos prestadores de serviço já cadastrados. Com um parque de colheitadeiras com atuação em Goiás, sul de Minas Gerais e São Paulo, o empresário viu na startup oportunidade para ampliar ainda mais seus clientes.

Lamartine conta que muitos produtores começam a colheita em uma região determinada do País no começo do ano e no decorrer dos meses seguem o processo em outras localidades. “Por exemplo, iniciam no Sul e no meio do ano precisam colher no Centro-Oeste. O cadastro na Hiib vai contribuir para essa logística, já que poderemos, na plataforma, registrar em que época do ano nossas máquinas estão disponíveis para contratação de nosso serviço, assim como vamos deixar o contato, caso os produtores queiram fazer um agendamento prévio”.

História

Tudo começou no interior de Goiás, quando Ciro Dias, filho de fazendeiro e um dos administradores das propriedades da família, passou a observar o custo que o pai tinha com a compra de maquinários agrícolas e a ociosidade desses maquinários durante sua vida útil. Inconformado, sempre defendeu a terceirização de serviços agrícolas, ao invés da aquisição, e a prestação de serviços agrícolas para outros produtores, para amenizar os custos e auferir renda extra. Porém, a ideia nunca foi implementada nas fazendas da família.

Ciro, então, percebeu que o pai não aceitava a ideia de terceirizar os serviços agrícolas, por conta de um problema comum para a maioria dos produtores rurais: o medo de não ter o maquinário certo, no dia preciso. Esse medo fazia com que seu pai e todos os outros produtores rurais conhecidos preferissem se arriscar numa operação complicada e cara de comprar o maquinário e manter um parque de máquinas super dimensionado, mesmo utilizando de forma sazonal. Além disso, percebeu que, após comprar, a fazenda não tinha meios fáceis de prestar serviços para outros produtores rurais na janela, pela falta de informação de produtores próximos interessados.

Junto com outros empreendedores, como o cofundador Vinícius Teixeira, tiveram a ideia de criar uma plataforma digital, que por meio de um sistema de geolocalização, aproximava e descomplicava a relação entre os proprietários de maquinários agrícolas que querem prestar serviços com os produtores rurais interessados em contratar serviços agrícolas. Em março de 2017, desenvolveram um blog, o que deu início à construção da plataforma digital.

* Colaboração para a Revista Safra

Reportagem publicada na edição de abril da Revista Safra, a partir da página 18.

O post Conexão para colheita apareceu primeiro em Portal Revista Safra.

Powered by WPeMatico

Check Also

Com safra de 228 milhões de toneladas, exportações já somam US$ 49 bilhões

A China manteve-se como principal destino das exportações do agronegócio brasileiro no primeiro semestre deste ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *